COI confirma que olimpíadas de Tóquio acontecem em julho

Confiança inabalável. Assim segue Thomas Bach, presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), quanto a realização da Olimpíada de Tóquio-2020 em julho deste ano. Mesmo que os casos de coronavírus estejam crescendo no Japão, país-sede, e ao redor do mundo, o mandatário diz que não há “plano B” e que os Jogos serão realizados como programado.

 A dois dias de se completar seis meses para o início dos Jogos, as declarações de Thomas Bach sobre a realização de Tóquio-2020 foram dadas nesta quinta-feira (21), em uma entrevista online para o “Kyodo News”.

“Estamos totalmente comprometidos em tornar esses Jogos seguros e bem-sucedidos. E é por isso que não existe um plano B”, afirmou Bach.

Após o adiamento dos Jogos, a abertura de Tóquio-2020 ficou marcada para o dia 23 de julho de 2021. Mas se a programação, por hora, está mantida, algumas mudanças podem ser anunciadas.

“Sacrifícios serão necessários. É por isso que estou dizendo, segurança em primeiro lugar, sem nenhum tabu para garantir a máxima segurança”, disse o presidente do COI.

A questão da presença ou não de público é uma das mais latentes. Sem falar na abertura do país para estrangeiros durante a Olimpíada.

Tóquio registrou mais de mil casos de infecções diárias na última semana, e algumas outras áreas do país estão em estado de emergência de um mês.

Fora que o processo de qualificação está engatinhando, sendo que apenas 57% das vagas olímpicas foram garantidas. Além disso, muitos atletas ainda não estão conseguindo treinar de forma adequada.

Uma pesquisa de opinião do “Kyodo News” no início deste mês revelou que 80 por cento dos entrevistados querem o cancelamento ou adiamento da Olimpíada.

Copyright © 2020 Marica Esporte News | Criado por Informagno - Gestão em TI

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?